Terra ao vivo vista do espaço. Acompanhe o link ao vivo da Estação Espacial Internacional (ISS).

A Terra vista do espaço ao vivo, 24hs por dia; companhe o link ao vivo da Estação Espacial Internacional (ISS).
Broadcast live streaming video on Ustream

Condições atmosfericas em tempo real

Inscrições abertas

sábado, 10 de dezembro de 2011

Sonda Opportunity descobre porções de gesso em solo marciano


Utilizando dados coletados pelo jipe-robô Opportunity, cientistas estadunidenses descobriram que alguns veios brilhantes encontrados na superfície marciana são na verdade fragmentos de gesso depositados pela água, confirmando novamente que o elemento já correu pela superfície marciana.


Clique para Ampliar
A descoberta foi apresentada quarta-feira (7/dez) durante a conferência da União Geofísica Americana e deverá ampliar ainda mais o conhecimento que os pesquisadores têm da história ambiental de Marte.
No entender de Steve Squyres, principal investigador dos dados jipe-robô Opportunity junto à Universidade de Cornell, em Nova York, essa é mais uma evidência de que algum dia a água fluiu pelas fraturas das rochas. "Este material é um depósito de produtos químicos bastante puro e que se formou no lugar exato onde estávamos pesquisando. Na Terra isso é bastante comum, mas em Marte faz os geólogos saltarem das cadeiras", disse Squyres.
O veio examinado pelo jipe-robô tem entre cerca de 1.5 cm de largura e 45 cm de comprimento, erguendo-se alguns milímetros acima da cama de rochas onde foi encontrado, em um segmento da cratera Endeavour. Segundo os pesquisadores, nada parecido foi visto ao longo dos 33 km do percurso explorado pelo jipe durante os 90 meses desde que chegou à cratera.

Clique para Ampliar

Estudo
Para fazer a análise do material, os pesquisadores utilizaram o imageador microscópico e o espectrômetro de raios-x a bordo do Opportunity, além de diversos filtros da câmera panorâmica PanCam situada no topo do mastro do veículo. O resultado mostrou que os veios são formados por cálcio e enxofre, em uma proporção que indica sulfato de cálcio relativamente puro.

O sulfato de cálcio pode existir em muitas formas que variam de acordo com a quantidade de água que esteja à estrutura cristalina. Análises espectroscópicas feitas com auxílio dos múltiplos filtros da PanCam sugerem a forma de gesso, um sulfato de cálcio hidratado.
Observações feitas a partir da órbita marciana já haviam detectado amostras de gesso na região norte do planeta e que se assemelha às dunas brilhantes de gesso de White Sands National Monument, no Novo México.
Não se sabe ao certo como o veio se formou. Provavelmente foi formado a partir do cálcio de rochas vulcânicas dissolvido pela água, que se combinou com enxofre expelido das rochas ou na forma de gás. Em seguida, o material foi depositado já na forma de sulfato de cálcio em uma fratura subterrânea, que mais tarde se tornou exposta na superfície.


Fotos: No topo, imagem aproximada feita pela PanCam mostra os veios de gesso encontrados na superfície de marte pelo jipe-robô Opportunity. Acima, visão panorâmica do local onde os veios foram encontrados. Crédito: NASA/JPL, Apolo11.com.
Postar um comentário

*

*
Transformando Nosso Mundo: A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável

*

*

Postagens populares da semana - Veja no rodapé do blog o índice completo de postagens

.

Marcadores - Índice de postagens por ordem alfabética