Terra ao vivo vista do espaço. Acompanhe o link ao vivo da Estação Espacial Internacional (ISS).

A Terra vista do espaço ao vivo, 24hs por dia; companhe o link ao vivo da Estação Espacial Internacional (ISS).
Broadcast live streaming video on Ustream

Condições atmosfericas em tempo real

Inscrições abertas

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Concurso Público Internacional: Museu Exploratório de Ciências da UNICAMP Campinas



Concurso Público Internacional: Museu Exploratório de Ciências da UNICAMP Campinas, inscrições até 06 de março de 2009
English version
1. ApresentaçãoO Museu Exploratório de Ciências foi instituído em 2006 como um órgão da Universidade Estadual de Campinas – Unicamp, uma das mais importantes universidades do Brasil.
A missão do Museu Exploratório de Ciências consiste em promover a disseminação da cultura científica em um espaço que valorize o aprendizado, a convivência e a inclusão social, por meio do desvendamento de processos pelos quais a ciência e a tecnologia são constituídos, da compreensão de seu impacto no cotidiano e de seus desdobramentos sócio-ambientais.
Em linhas gerais, o Museu Exploratório de Ciências da Unicamp objetiva ser um museu segundo as tendências mais atuais da museologia, que seja uma referência nacional e internacional, no nível dos melhores museus do mundo. Seu alvo prioritário é o público escolar (fundamental, médio e também o universitário), sem, no entanto, excluir de sua abrangência também outros públicos, fora da educação formal.
O cerne do Museu é a área de exposições, que serão centradas em temas integradores, que possibilitem uma abordagem multidisciplinar, fomentando inclusive uma discussão de questões relacionadas aos impactos tecnológicos, sociais, ambientais e éticos do desenvolvimento científico. O acervo das exposições baseia-se na construção de experimentos que permitam expor os conceitos em questão, permitindo ao visitante participar ativamente dos experimentos.
O museu é concebido de modo a ser um centro cultural, que ocupa parcialmente um vazio existente em nossa cidade no que se refere a espaços de convivência e lazer inteligente. Espaço aberto a todas as instituições envolvidas com educação e pesquisa da região metropolitana de Campinas, visa criar um amplo fórum de debates regional nas questões de inserção no panorama cultural, tecnológico e científico da região. Por sua localização e dimensão, o museu deve contribuir para a requalificação do espaço urbano, atuando como um pólo cultural.
Antes mesmo de contar com espaço e instalações próprias, o Museu desenvolveu dois programas que estão em pleno funcionamento. O primeiro deles, a NanoAventura, é um programa com uma hora e meia de duração que utiliza diversas mídias (vídeo e jogos eletrônicos) para apresentar aos participantes conceitos básicos ligados a ciências em escala nanométrica e suas aplicações tecnológicas. Montado em uma tenda com 18 metros de diâmetro, percorreu diversas cidades do país até se instalar definitivamente no campus da Universidade em Campinas. O segundo destes programas é a Oficina Desafio, que conta com uma oficina montada em um caminhão, que visita escolas e instituições comunitárias e desafia as equipes participantes a projetar e construir (utilizando o equipamento e material disponíveis) um artefato capaz de auxiliar na solução do problema.
Atualmente o museu dispõe de uma área de 28.000m2 situada no local mais alto do Campus, onde está instalada a tenda da NanoAventura e uma pequena sede administrativa com 150m2. No local funcionou na década de 1980 um observatório astronômico a olho nu, que está sendo restaurado para abrigar um pequeno espaço expositivo e de acolhimento de visitantes.
Esta sede deve ser inaugurada no início de 2009, junto com a primeira exposição permanente do Museu, uma praça com uma bela vista da região que abrigará ao ar livre experimentos de grande porte tratando do tema que lhe empresta o nome: Praça do Tempo e do Espaço. Ainda em 2009 o museu deve lançar a 1ª Olimpíada de História do Brasil e inaugurar um programa expositivo sobre meteorologia e fenômenos globais.
Estes programas, assim como outros ainda em fase inicial de gestação devem consolidar o Museu como uma instituição de pequeno porte, mas vibrante e inovadora. Para que possa atingir a plenitude de seus objetivos faz-se necessária uma sede que possa abrigar e refletir a vitalidade da instituição. O projeto deste edifício é o objeto deste edital.

http://www.vitruvius.com.br/concurso/concurso_detalhe.asp?codigo=119
Postar um comentário

*

*
Transformando Nosso Mundo: A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável

*

*

Postagens populares da semana - Veja no rodapé do blog o índice completo de postagens

.

Marcadores - Índice de postagens por ordem alfabética